Você sabia que alguns hábitos que mantemos no dia a dia são prejudiciais para a saúde bucal? O consumo de bebidas e alimentos e até algumas manias podem fazer muito mal ao sorriso.

Cáries, sensibilidade, doenças periodontais e erosão do esmalte dentário são alguns problemas que podem surgir mesmo que você tenha o costume de escovar os dentes após as refeições e antes de dormir.

Para que seu sorriso esteja sempre protegido, você deve se policiar. Confira nosso post e veja 7 hábitos que prejudicam sua saúde bucal!

1. Roer as unhas

Seja por ansiedade, seja por nervosismo, o fato é que roer as unhas pode fazer muito mal para sua boca. Em primeiro lugar, você pode levar germes para a cavidade bucal, o que já é bem perigoso.

A pressão na hora de roer as unhas ou ter a mania de morder objetos, como lápis ou canetas, pode provocar a retração gengival e também danificar o esmalte dentário — com o risco de trincas e fraturas.

Isso pode levar à sensibilidade dentária, e aí, toda vez que você comer um alimento mais quente, frio, ácido ou muito doce, pode sentir uma dor bem forte. Imagine ter que se privar de tomar um sorvete em um dia de muito calor?

2. Fumar

Todo mundo sabe que o cigarro faz mal para o organismo de uma maneira geral e, assim, a saúde bucal também é bastante prejudicada por conta desse vício.

O cigarro provoca mau hálito, manchas nos dentes, na língua e em toda a mucosa bucal. Mas não é só: as substâncias tóxicas da fumaça reduzem a vascularização dos tecidos moles da cavidade oral e, assim, a pessoa fica mais vulnerável à periodontite — infecção que atinge a estrutura de sustentação dentária. A doença é perigosa e pode levar à perda do dente.

Fumar contribui ainda para o surgimento do câncer de boca, ou seja, é um hábito extremamente nocivo.

3. Consumir bebida alcoólica em excesso

Além do cigarro, o consumo de álcool em excesso também contribui para o surgimento de problemas bucais. Essas bebidas desidratam o corpo e, assim, reduzem também o fluxo de saliva. 

Muita gente não sabe, mas a saliva tem a função de limpar e proteger os dentes e as estruturas bucais. Assim, se ocorre a sua diminuição, a boca fica mais vulnerável a infecções.

Outros fatores são a acidez e a quantidade elevada de açúcar dessas bebidas, aumentando o risco de erosão dentária e de cáries.

4. Utilizar uma escova de dentes muito desgastada

Muita gente se esquece de trocar a escova a cada 3 meses ou quando as cerdas começam a se desgastar. É importante fazer essa substituição porque a escova desgastada não consegue realizar a limpeza de forma adequada. Assim, por mais que você escove os dentes com frequência, não conseguirá eliminar os restos de alimentos com eficácia.

Então, fique atento à troca desse item para que sua saúde bucal esteja sempre em dia. Outra dica importante é fazer a substituição após ficar gripado ou com alguma infecção de garganta, porque as bactérias contaminam a escova.

Além de trocar a escova, o recomendado é ir com calma na hora da higienização dos dentes. Muita gente acha que está “limpando melhor” ao colocar força nos movimentos. Só que o hábito pode desgastar o esmalte dentário

Por isso, seja gentil na higienização oral: faça esse ritual sem pressa e com movimentos suaves. Escolha também uma escova de cerdas macias.

5. Palitar os dentes

A mania de palitar os dentes pode fazer muito mal à sua saúde bucal. Isso porque o palito é pontiagudo e pode machucar as gengivas, provocando lesões. Outro fator é que você não sabe se o item está devidamente limpo, podendo levar bactérias à boca. Por isso, fique longe do paliteiro. Se precisar tirar um pedacinho de alimento preso aos dentes, utilize o fio dental.

Aliás, é importante incluir esse item na hora de fazer a limpeza bucal. As pessoas, por pressa ou por acharem que não é necessário, deixam de lado o fio dental. Mas saiba que ele é fundamental para que você consiga ter, de fato, a boca limpa.

Isso porque o item é capaz de retirar todos os restinhos de alimentos entre os dentes e na linha da gengiva. Assim, vai prevenir a placa bacteriana e a gengivite, deixando seu sorriso mais saudável. Dessa forma, tenha o hábito de passar o fio dental, pelo menos, uma vez ao dia.

6. Mastigar de um lado só

Existe um hábito que muitas pessoas têm, mas não percebem, que é o de mastigar de um lado só da arcada. É preciso dividir a mastigação entre os dois lados para que o esforço fique equilibrado e também para evitar a perda do esmalte dentário nos dentes mais exigidos.

Dessa maneira, você não força a articulação temporomandibular (ATM) — o que pode gerar dores na mandíbula, de cabeça, no pescoço e até nas costas.

7. Abusar do açúcar

O açúcar é o grande vilão da saúde bucal, por isso, a dica é comer doces com moderação. O consumo em excesso vai aumentar o risco de cáries, lesões que começam de forma superficial no esmalte dentário, mas, quando não tratadas, podem atingir toda a estrutura dentária, chegando, inclusive, à raiz.

A questão é que o ingrediente não está presente somente em balas e chocolates, mas em diversos produtos industrializados — como molho de tomate, catchup, refrigerantes, iogurtes, sucos de caixinha, entre muitos outros!

Por isso, se você não consegue ficar longe dessas tentações, tenha o hábito de ser disciplinado com a higienização bucal. Se for uma situação em que você consumiu um doce e levará muito tempo para conseguir escovar os dentes, beba bastante água para “lavar” a boca e retirar o excesso de açúcar.

É preciso ficar atento a alguns hábitos para não prejudicar a saúde bucal. Para garantir que o seu sorriso fique sempre saudável, não deixe de visitar o dentista a cada 6 meses para uma avaliação completa.

Gostou de acompanhar nossas dicas para proteger seus dentes e gengivas? Então, saiba também como identificar e tratar a perda do esmalte do dente!