Você sabia que após tratar um dente cariado é preciso tomar alguns cuidados com obturação? Afinal, ela pode ser danificada, se soltar do esmalte ou favorecer a proliferação de bactérias, além de outros problemas

A obturação é um tratamento que consiste na remoção do tecido cariado e a substituição dele por um material que faça a selagem do dente e devolva o seu formato original, garantindo saúde e funcionalidade para ele.

Atualmente é mais utilizada a expressão “restauração” e outros materiais mais estéticos do que a amálgama são utilizados para reconstruir o dente. De toda forma, os cuidados continuam sendo essenciais para que a obturação não traga problemas. Veja a seguir uma lista com alguns deles para garantir um tratamento eficaz, sem precisar refazê-lo.

1. Evitar alimentos e bebidas muito quentes ou gelados

É natural que o dente fique um pouco sensível após fazer uma obturação, principalmente nos primeiros dias e caso a intervenção tenha sido muito extensa. Esse sintoma tende a desaparecer com o tempo, mas há pacientes que continuam apresentando a sensibilidade.

Então, é interessante evitar que alimentos e bebidas muito quentes ou gelados tenham contato com o dente que foi tratado. Caso o problema persista mesmo depois de alguns dias, converse com o dentista para que ele recomende cremes dentais específicos, por exemplo, para reduzir os incômodos.

2. Mastigar com cuidado

Embora o material utilizado para restaurar os dentes seja muito resistente, é preciso ter cuidado com a obturação na hora de mastigar. Afinal, existe a possibilidade de ocorrerem danos, como pequenas trincas ou a quebra das extremidades da restauração.

Nos primeiros dias após o tratamento, evite mastigar com o dente tratado e procure fazer isso sempre devagar. Na hora de morder, controle a força para não exercer muita pressão e evitar o impacto direto entre os dentes, para não gerar sobrecarga naquele restaurado.

3. Não comer alimentos muito duros

Todo dente que passou por uma obturação tende a ficar mais sensível do que os naturais. Por isso, uma vez tratado dessa forma, sempre será necessário tomar cuidado com alimentos muito duros, como castanhas, pipoca e torresmo, que podem quebrar o material.

Você não precisa eliminá-los do seu cardápio. Apenas procure fazer a mastigação do lado oposto ao dente restaurado. Mas não se esqueça de que o esmalte dentário também pode ser prejudicado quando sofre esse tipo de sobrecarga. Portanto, tenha cuidado para que os seus dentes naturais não sejam danificados por esses alimentos.

4. Escovar adequadamente

A higiene adequada está entre os principais cuidados com obturação, porque ela também precisa ser escovada para eliminar a placa bacteriana. Resíduos de alimentos ficam presos no local restaurado e podem desencadear novas lesões cariosas, além da formação do tártaro.

Não é necessário um procedimento específico para fazer a escovação de um dente restaurado. Apenas tenha o cuidado de usar uma escova com cerdas macias para não promover um atrito excessivo no material nem no esmalte dentário. Lembre-se de que o fio dental também deve ser usado todos os dias para remover os resíduos que a escova não alcança.

5. Consumir com moderação alimentos pigmentados

Alimentos muito pigmentados, sejam eles naturais ou artificiais, podem causar manchas e o escurecimento do esmalte dentário e também das restaurações. Quando consumidos em excesso, seus corantes penetram nas superfícies provocando alterações de cor, o que prejudica a estética do sorriso e causa a impressão de dentes mal cuidados.

Por isso, é interessante controlar a ingestão desses alimentos ou bebidas, mas não é preciso deixar de consumir. Para evitar o problema, basta fazer a higienização bucal corretamente e, no caso das bebidas, preferir usar canudos para que o líquido não tenha contato com os dentes.

6. Ter atenção com alimentos pegajosos

Uma das principais recomendações de cuidados com obturação é sobre a mastigação de alimentos pegajosos, como chicletes e balas moles. Por causa da sua consistência, eles grudam na restauração e podem fazer com que ela se solte do dente.

Sendo assim, o ideal é que você procure mastigá-los sempre do lado oposto ao dente obturado. Mas não se esqueça de que essas guloseimas, em sua grande maioria, são ricas em açúcar, portanto, favorecem o surgimento de cáries, sendo interessante evitar o seu consumo para não haver necessidade de fazer novas obturações.

7. Diminuir o hábito de morder objetos

Alguns hábitos são muito prejudiciais para quem fez obturações em seus dentes, como é o caso de morder objetos duros, roer as unhas ou fazer alavanca para abrir potes, por exemplo. Tudo isso pode fazer a restauração quebrar ou se soltar.

Tente policiar a si mesmo para não fazer isso e sempre utilize ferramentas que facilitem as tarefas no dia a dia. E não adianta “desviar” da restauração, porque o esmalte dentário também não suporta esse tipo de agressão e pode se quebrar ou sofrer desgaste.

8. Usar a placa miorrelaxante

De todos os cuidados com obturação que precisamos ter, este é específico para quem tem bruxismo, um distúrbio que consiste em apertar ou friccionar os dentes uns contra os outros de forma involuntária.

Quando há restaurações nas arcadas elas são significativamente prejudicadas por esse problema, já que a força exercida pela musculatura é grande demais e faz o material quebrar ou se soltar dos dentes. Portanto, o ideal é buscar tratamento e usar a placa miorrelaxante para evitar danos a saúde bucal.

9. Manter as visitas periódicas ao dentista

Todas as pessoas precisam fazer o acompanhamento periódico com um dentista, e isso é muito importante para quem tem dentes obturados. Além dos procedimentos de rotina, o profissional observará as restaurações para identificar possíveis problemas e fazer as devidas correções.

Existe a possibilidade de o material apresentar trincas, pequenas quebras em suas bordas ou sofrer infiltração. Por serem problemas muito discretos, somente o especialista é quem pode identificá-los, por isso, procure fazer os retornos a cada seis meses ou conforme a indicação do profissional.

É fundamental adotar cuidados com obturação da mesma forma que nós procuramos preservar os dentes naturais. Esse tratamento é muito eficaz, seguro e discreto para o sorriso, mas é preciso estar sempre atento à higienização, alimentação e hábitos para evitar danos à restauração. Assim você mantém a aparência do material e o equilíbrio da sua saúde bucal.

Gostou deste artigo? Então veja mais informações sobre obturações neste outro post que fala sobre quais são os tipos de obturação que existem, como esse tratamento é feito e muito mais!