Uma cerveja gelada é a pedida de muitas pessoas que desejam aliviar o calor ou simplesmente relaxar e curtir o momento após um dia inteiro de trabalho. Há, porém, quem opte pelos drinques.

Seja qual for a sua preferência, é fundamental tomar cuidado com a quantidade ingerida de bebidas alcoólicas e com a frequência com que você as consome. Isso porque elas podem acarretar problemas em sua boca. Mas, afinal, qual a relação entre álcool e saúde bucal?

Neste post, entenda quais são os malefícios para a boca causados pelas bebidas alcoólicas e saiba como se proteger!

Qual a relação entre álcool e saúde bucal?

O álcool nem sempre está associado como um fator prejudicial para a saúde bucal. De fato, apenas 16% das pessoas levam em conta os malefícios que as bebidas alcoólicas representam para a boca, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Embora pouco se fale sobre a relação entre álcool e saúde bucal, é preciso apontar que a maioria das bebidas alcoólicas é ácida. Por isso, elas podem provocar problemas nos dentes e em outras partes da boca.

Assim como ocorre com outras bebidas — o café, por exemplo — e muitos alimentos — chocolate, frutas etc. —, o álcool é capaz de dissolver a camada de cálcio que protege os dentes. Além disso, pode provocar alterações nas células da região bucal.

Uma taça de vinho, por exemplo, pode ocasionar secura na área bucal, sugar o cálcio dentário e gerar mau hálito. As bebidas alcoólicas estão relacionadas também a um risco maior de contrair câncer de boca.

Manter a higiene bucal em dia — o que inclui a escovação após as refeições e o uso do fio dental — diminui os efeitos prejudiciais do álcool para a boca, mas outras medidas são recomendadas para evitar problemas indesejados na região.

Após a ingestão de bebidas alcoólicas, uma dica é dar preferência ao consumo de alimentos ricos em fosfato e cálcio, como o iogurte e o queijo, pois eles auxiliam na reconstituição do esmalte nos dentes.

Quais os perigos das bebidas alcoólicas para a boca?

Um sorriso bonito e atraente é, sem dúvida, o desejo de todas as pessoas que se preocupam minimamente com a aparência. Inclusive, ele é visto como um cartão de visitas, o primeiro passo para abrir portas aos profissionais que dependem da imagem para prosperar nos negócios.

Logo, é importante adotar no dia a dia práticas que protejam a saúde da nossa boca. Escovar os dentes e ir ao dentista regularmente são algumas das medidas que precisam ser tomadas. Além disso, devemos ter em mente que o consumo de álcool requer cuidados, pois pode ocasionar vários problemas.

Confira, a seguir, quais prejuízos a ingestão de bebidas alcoólicas pode causar à saúde bucal e o que deve ser feito para preveni-los!

Enfraquecimento dos dentes 

O consumo de álcool torna os dentes mais vulneráveis porque a substância dilui o cálcio presente na superfície dentária. Assim, eles ficam desprotegidos, já que a acidez amolece o esmalte e debilita a sua estrutura.

O desgaste do esmalte do dente — e a consequente exposição dos nervos — é o que deixa a região mais sensível e até mesmo dolorida. Para reduzir o ácido contido nas bebidas alcoólicas, a orientação é adicionar cubos de gelo ao copo ou à taça. Fazer bochechos com água após alguns drinques é outro conselho importante.

Mau hálito 

Além de desidratar o corpo e a boca, o álcool é um diurético que faz diminuir a produção de saliva, fundamental para auxiliar no combate a bactérias. A boca seca favorece a multiplicação de microrganismos causadores da placa (tártaro), o que gera o mau hálito.

Por isso, especialistas recomendam intercalar o consumo de bebidas alcoólicas com o de água. Mas é preciso se hidratar mesmo depois de parar de beber. Assim, você evita também a ressaca e os seus indesejados sintomas.

Manchas nos dentes 

As manchas nos dentes são resultado da perda do esmalte, o que torna aparente a dentina (área dentária mais amarela e escura). Bebidas escuras ou com café podem piorar ainda mais a situação.

Para evitar o problema, a dica é utilizar canudos durante o consumo de álcool e escovar os dentes somente uma hora e meia após beber. Em casos graves, o especialista deve ser procurado para o tratamento mais adequado.

Cáries 

A formação de cáries nos dentes ocorre devido à grande quantidade de bactérias na boca, que atuam quando há algum descuido com a higiene. O álcool pode ocasionar o problema na medida em que deixamos de hidratar o corpo quando o ingerimos ou quando consumimos bebidas com alto teor de açúcar.

Como já dissemos, o álcool diminui a produção de saliva e torna a região bucal mais exposta a doenças. A combinação da substância com o açúcar agrava o quadro porque as bactérias bucais se alimentam dele e liberam um ácido que favorece o surgimento de cáries.

Além de se hidratar com água durante a ingestão de bebidas alcoólicas, a recomendação é evitar alternativas com alta presença de açúcar e não se esquecer da escovação uma hora e meia depois de beber. Outra dica é usar o canudo durante o consumo.

Câncer 

O álcool pode provocar alterações nas células que recobrem o interior da área bucal, o que abrange inclusive as bochechas e as gengivas. Por esse motivo, muitos pacientes diagnosticados com câncer de boca relatam ingerir a substância com frequência.

É importante destacar que o risco é ainda maior quando ocorre a combinação do álcool com o cigarro. Sendo assim, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas é essencial para prevenir o problema.

Agora, sim, você sabe qual é a relação entre álcool e saúde bucal e o que fazer para se proteger dos malefícios gerados pela ingestão de bebidas alcoólicas. Por fim, lembre-se que, além da higiene regular, é fundamental reduzir o consumo da substância e tomar medidas para amenizar o contato do ácido com os dentes.

E então, o que achou do post? As informações foram úteis para você? Aproveite que chegou até aqui e descubra quais são os problemas que a falta de dente pode causar!