Não existe apenas uma opção de dispositivo para fazer tratamentos ortodônticos. Atualmente, encontramos alternativas mais discretas para quem não quer grandes impactos em sua imagem, como o aparelho transparente ou aparelho invisível.

Esses dois modelos são considerados interessantes esteticamente falando, pois ficam muito camuflados na boca e dificilmente indicam que a pessoa está fazendo um tratamento ortodôntico. Mas é preciso saber que, embora sejam eficazes, os aparelhos têm diferenças em suas estruturas e na forma como atuam na movimentação dos dentes.

Neste artigo, explicamos como um se difere do outro, além das vantagens, desvantagens e principais indicações. Continue lendo para saber qual dos dois modelos pode ser mais adequado ao seu caso.

O que é o aparelho transparente?

Mesmo quem precisa realizar intervenções complexas para harmonizar seu sorriso encontra opções mais discretas do que o aparelho metálico convencional. É possível usar, por exemplo, o aparelho transparente.

Trata-se de um modelo muito semelhante ao metálico, pois também é composto por peças como braquetes e fio ortodôntico. Outra similaridade está no fato de que é fixo, ou seja, fica colado nos dentes e não é possível retirá-lo da boca.

O aparelho transparente é mais discreto porque seu material de confecção se confunde com os dentes naturais, sendo uma opção à porcelana monocristalina. Ela se parece com vidro e, por isso, não fica evidente quando a pessoa sorri.

De toda forma, o funcionamento do aparelho transparente é o mesmo do convencional. Portanto, é necessário realizar manutenções para trocar ou ajustar os componentes, a fim de estimular a movimentação dentária.

Vantagens e desvantagens

Uma das grandes vantagens do aparelho transparente é a resistência. Embora ele tenha um aspecto frágil devido à delicadeza, seu material suporta muito bem as agressões provocadas pela força na hora da mastigação e durante a escovação dos dentes.

Quem opta por esse dispositivo também não precisa se preocupar com alterações de cor — quando é utilizada a porcelana, não há porosidade. Sendo assim, os pigmentos e corantes dos alimentos não conseguem penetrar no material (que permanece transparente do começo ao fim do tratamento).

Sua desvantagem está no fato de ser um aparelho fixo e, como tal, acumular os resíduos dos alimentos mais facilmente. Por isso, é preciso ter muito cuidado com a higienização do item e dos dentes, a fim de evitar a formação da placa bacteriana ou outras complicações.

Em que consiste o aparelho invisível?

Assim como acontece com o modelo transparente, o aparelho invisível proporciona um tratamento muito discreto, até mais do que o anterior. Sua estrutura e seu tipo são diferentes, pois se trata de um dispositivo que pode ser retirado da boca quando o paciente precisar.

O aparelho invisível também é chamado de alinhador e se assemelha às placas miorrelaxantes usadas no tratamento do bruxismo, mas seu encaixe na arcada dentária é muito melhor. Os dentes são modelados com perfeição, a ponto de parecer que a pessoa não está usando nada.

Esse tipo de aparelho ortodôntico não tem braquetes, fios elásticos ou nenhum dos componentes convencionais. Para estimular a movimentação dos dentes, o profissional faz o planejamento do sorriso e confecciona diversos alinhadores com pequenas diferenças entre si. Eles são trocados a cada 15 dias e a arcada é corrigida aos poucos.

Vantagens e desvantagens

Proporcionar um tratamento extremamente discreto é o grande diferencial do aparelho invisível. Seu material é totalmente transparente e deixa os dentes naturais perceptíveis. Sendo assim, é possível corrigi-los e alinhá-los sem que ninguém perceba o uso do dispositivo.

O fato de ser móvel também é um atrativo de destaque, já que o paciente pode tirar o aparelho da boca para se alimentar, na hora de escovar os dentes e em eventos especiais, como em uma festa. Além de favorecer a estética, essa facilidade contribui para cuidar melhor da saúde bucal, pois assim o aparelho não acumula resíduos.

Mais um fator positivo é o conforto proporcionado, uma vez que o material de confecção dos alinhadores é liso. Então, não ocorre atrito com as mucosas bucais, o que reduz as chances de lesão ou rejeição do aparelho.

Um dos pontos negativos é o investimento necessário para adquirir o aparelho, pois o custo costuma ser mais alto se comparado aos demais. Além disso, é essencial a disciplina do paciente para usá-lo conforme a recomendação do dentista — porque, do contrário, não serão alcançados os resultados pretendidos.

É melhor usar aparelho transparente ou aparelho invisível?

Com relação à estética, ambos os dispositivos são benéficos para quem deseja um tratamento discreto. Para saber se é melhor usar um aparelho transparente ou aparelho invisível, devem ser consideradas as singularidades de cada caso e as necessidades do paciente, portanto é fundamental pedir a recomendação de um bom especialista.

O aparelho transparente é mais eficaz para a correção de problemas complexos que exigem grandes intervenções, como:

  • alterações na mordida;
  • desalinhamento mandibular;
  • apinhamento dentário
  • diastemas (dentes separados).

Já o aparelho invisível costuma ser recomendado para problemas simples, como desalinhamentos que afetam mais a estética do que a oclusão dentária. Sendo assim, o modelo pode ser indicado para:

  • desalinhamentos moderados;
  • diastemas variando entre 1 e 5 mm;
  • apinhamentos entre 1 e 5 mm;
  • trespasse vertical aumentado;
  • má oclusão leve.

O especialista sempre vai considerar as preferências do paciente na hora de fazer a indicação de um aparelho ortodôntico, mas não deixará de apresentar as opções adequadas para realizar as correções. Afinal, deve-se avaliar também a funcionalidade do dispositivo e sua eficácia para alcançar os resultados pretendidos.

O que considerar na hora da escolha?

Ficou em dúvida se é melhor usar aparelho transparente ou aparelho invisível? Saiba que os dois são benéficos no que se refere à estética e à discrição do tratamento. Ressaltamos, porém, que a escolha deve ser embasada na opinião de um especialista, porque algum desses modelos pode não ser eficaz dependendo do problema.

Ambos valorizam a aparência dos dentes e promovem excelentes resultados, mas existe a possibilidade de encontrarmos diferenças no custo total do tratamento. Sendo assim, considere todos esses fatores ao optar pela alternativa mais adequada para o seu caso.

Se o seu desejo é fazer um tratamento ortodôntico discreto, há a opção de usar o aparelho transparente ou aparelho invisível. Tudo dependerá da sua necessidade. Os dois valorizam o sorriso e são eficazes, então conte com um especialista que o ajude a identificar a escolha ideal para você.

Sabia que existem muitos outros tratamentos para manter a saúde bucal em dia e deixar os dentes cada vez mais bonitos? Confira as opções que oferecemos!