Gengiva sangrando ao escovar os dentes ou na hora de passar o fio dental pode ser um indício de gengivite. E essa inflamação da gengiva deve ser tratada o quanto antes para que não evolua para a periodontite, caracterizada pela perda óssea da estrutura do dente.

Mas quais são as causas da gengivite? Neste post, listamos os 7 principais fatores de risco para a inflamação na gengiva e o que você deve fazer para prevenir o problema. Acompanhe:

1. Placa bacteriana

A inflamação da gengiva pode ser causada pela placa bacteriana, uma camada que se forma por cima dos dentes e da gengiva. A placa deixa a gengiva sensível e, por isso, há o sangramento.

Essa placa se acumula por conta da higiene inadequada da boca. Dessa forma, é importante realizar uma escovação com creme dental com flúor após as refeições sem esquecer de passar o fio dental para eliminar os restos de comida entre os dentes.

A correta higienização vai prevenir o acúmulo de placa — que pode desencadear, além da gengivite, a cárie.

2. Deficiência de vitaminas

Uma deficiência nutricional também pode deixar a gengiva inflamada. Sangramentos podem ocorrer por falta de vitamina C e K. Para prevenir a gengivite, então, tenha uma dieta equilibrada, rica em água e em nutrientes.

3. Alterações hormonais

As mulheres são mais propensas a desenvolverem gengivite por conta de alterações hormonais.

Por isso, durante a gravidez, elas devem ficar atentas à saúde bucal e incluir, na sua rotina, o pré-natal odontológico para verificar se tudo está bem. Problemas bucais podem causar parto prematuro.

Oscilações de hormônios devido aos ciclos menstruais também podem ser causa da inflamação da gengiva.

4. Dentes desalinhados

Pessoas com dentes encavalados ou mal alinhados podem sofrer com problemas na gengiva. Isso acontece porque os espaços entre os dentes são mais propícios para o desenvolvimento da placa bacteriana.

A recomendação é limpar com cuidado esses espaços para prevenir o problema.

5. Medicamentos

Alguns remédios podem ter como efeito colateral a chamada boca seca, ou seja, uma diminuição da saliva. Essa situação pode levar ao acúmulo de bactérias nos dentes e na gengiva. Por isso, é importante beber bastante água para aumentar o fluxo de saliva.

6. Cigarro

O tabaco, além de deixar os dentes amarelados, deixa a boca mais sujeita a infecções como a gengivite por causa da diminuição da salivação.

7. Próteses mal encaixadas

Próteses móveis que não se encaixam perfeitamente na boca podem lesionar a língua, as bochechas e a gengiva, desencadeando a gengivite. A falta de higiene adequada na prótese também contribui para o problema.

A inflamação da gengiva também pode acometer pessoas com diabetes, imunidade baixa ou ainda com histórico familiar de gengivite.

É necessário tratar a gengivite para que ela não evolua para a periodontite ou para casos mais graves que podem a afetar a saúde geral do paciente, como infarto e até acidente vascular cerebral (AVC). Fique atento a qualquer sangramento na gengiva!

Agora você já conhece as principais causas da gengivite. A boa notícia é que ela é tratável. A dica é sempre realizar a correta higienização dos dentes — sem se esquecer do fio dental — e consultar regularmente um dentista.

Se você gostou deste post, aproveite para ficar por dentro de outros assuntos relativos à saúde bucal. Curta a nossa página no Facebook!