Dente com raiz exposta: entenda as causas, os riscos e como tratar!

6 minutos para ler

Existem muitos problemas que podem surgir na região bucal e, geralmente, eles dão sinais bem visíveis, como o dente com raiz exposta. Você já sofreu com essa condição? Trata-se de um dos sintomas da retração gengival, que é caracterizada pelo deslocamento da gengiva, causando a exposição da raiz do dente.

Para corrigir esse problema, o paciente tem a possibilidade de fazer diferentes tratamentos, incluindo cirurgia e limpeza geral. É importante lembrar que o deslocamento da posição correta da gengiva pode ainda causar outras complicações como cáries, hipersensibilidade, danificação e perda dentária.

Para ajudar você a entender melhor quais são os riscos desse problema, o que causa e como tratar o dente com raiz exposta, preparamos este artigo. Acompanhe!

Por que surge o dente com raiz exposta e quais são seus riscos?

Como já foi colocado, o dente com raiz exposta é comumente causado pela retração gengival, que pode ser associada a diversos fatores: falta de cuidados higiênicos básicos, diabetes, cigarro, trauma de escovação, biotipo da gengiva, periodontite crônica e agressiva. No entanto, também pode ser provocado por bruxismo (ranger dos dentes) e deslocamentos dentários.

No caso da retração gengival, o indivíduo pode sofrer com graves consequências para a saúde bucal. Você vai conhecer algumas delas, em seguida.

Tártaro

O tártaro é caracterizado como uma placa bacteriana amarelada que foi calcificada, localizando-se num espaço sobre os dentes e parte das gengivas. Se não for tratado, pode gerar doenças periodontais, cáries, mau hálito e perda óssea.

Gengivite

A gengivite é a primeira fase da manifestação inflamatória da gengiva que, se não for tratada, pode levar à periodontite. Ela surge devido ao acúmulo de bactérias na região bucal, pois certamente o paciente não realiza a correta higienização diária. Assim, não é possível eliminar as placas bacterianas que, caso sejam calcificadas, transformam-se em tártaros, provocando a irritação da gengiva.

É importante destacar que a gengivite apresenta vários sintomas que atrapalham a qualidade de vida de modo geral, dentre eles o sangramento na hora de passar a escova ou o fio dental nos dentes, o mau hálito e o surgimento de inchaço na gengiva.

Periodontite

A periodontite é o estágio mais grave da inflamação na gengiva, que acontece caso a gengivite não seja tratada com um dentista. Com isso, o indivíduo começa a ter sintomas como gengiva inflamada com pus, dor de dente, surgimento de gengivas separadas ou afastadas dos dentes (criando uma bolsa entre eles), dentes soltos e afta.
Com o passar do tempo, é comum que o dente fique muito enfraquecido, a ponto de cair. Por isso, ao identificar os sintomas, torna-se fundamental buscar ajuda profissional.

Como tratar o dente com raiz exposta?

A retração gengival é um problema que evolui de forma lenta e pode afetar pessoas de qualquer idade. Para solucioná-lo, é necessário procurar um profissional, de forma que ele possa avaliar e diagnosticar a retração gengival do paciente. Abaixo você vai conhecer algumas opções de tratamento para essa condição.

Cirurgia gengival

Para que o paciente consiga ter a gengiva na posição correta e não sofra mais com a retração gengival, uma opção pode ser a cirurgia gengival. Nessa situação, o objetivo do dentista é cobrir o dente com raiz exposta por meio do reposicionamento gengival ou do enxerto de gengiva.

Com o enxerto gengival, o profissional remove um pedaço de gengiva de um local e o coloca sobre o dente, no espaço em que ocorreu a exposição da raiz. Essa é a modalidade de cirurgia gengival mais utilizada em casos de retração extensa.

Já no reposicionamento gengival, o dentista descola, puxa e reposiciona a gengiva que anteriormente estava com a retração. Por ser um procedimento mais simples, esse tipo de cirurgia é recomendada para os casos de retração menos extensa.

Contudo, é importante lembrar que a taxa de sucesso dessa operação varia de acordo com o biotipo da gengiva do paciente. Se ela for muito fina, o resultado pode não ficar igual ao esperado. Além disso, é necessário que a pessoa tenha a chamada papila gengival, que é a gengiva entre os dentes, para que o procedimento dê certo.

Limpeza

O dentista também pode tratar a retração gengival com a limpeza, cujo objetivo principal é remover as placas bacterianas e os tártaros com a técnica da raspagem. Nesse caso, os instrumentos usados podem ser a pasta profilática, o aparelho de ultrassom e a escova rotatória.

É um procedimento bem simples e rápido, sendo finalizado em torno de 10 a 15 minutos, e o paciente não sente dor, exceto se tiver sensibilidade dentária.

Medicamentos e outros produtos

Em casos de infecção, como a periodontite, além de realizar a raspagem, o profissional pode prescrever o uso de antibióticos, como Cefalexina, Flanax, Amoxicilina, Clordox e Clindamicina. Além disso, outros produtos como enxaguante bucal, gel e pastas antissépticas também podem ajudar no processo desinflamatório.

Aparelho dentário

Você sabia que a retração gengival pode ser causada por dentes mal posicionados? Então, a causa do dente com raiz exposta pode estar no alinhamento inadequado do seu sorriso. Nesse caso, é necessário fazer uso de um aparelho ortodôntico.

É importante lembrar que, com os avanços tecnológicos na área da odontologia, atualmente se tornou possível fazer tratamentos ortodônticos praticamente imperceptíveis com o uso de aparelhos como o sublingual, cujos bráquetes são posicionados atrás dos dentes, e o invisível, que tem a mesma estrutura do aparelho para bruxismo.

Por isso, caso você tenha ressalvas em iniciar um tratamento por lembrar somente do famoso aparelho metálico, saiba que já existem outras opções bem mais discretas no mercado. Assim, além de corrigir a retração gengival, ainda é possível ter dentes corretamente alinhados e, consequentemente, mais saudáveis.

Independentemente do que causa o dente com raiz exposta, apenas um profissional capacitado poderá fazer a devida avaliação, fornecer o diagnóstico e propor o tratamento do problema. Por isso, ao notar os sintomas, é fundamental buscar ajuda de um dentista de confiança.

Precisa de ajuda? Entre em contato conosco! Temos um time de dentistas altamente qualificados e competentes para ajudar você a resolver esse e outros problemas ligados à saúde bucal!

Posts relacionados

Deixe um comentário