A fase da adolescência costuma ser muito conturbada em função das diversas mudanças que acontecem na vida dos jovens. Mas, apesar de todas as turbulências características da idade, é preciso dar atenção especial ao dente de adolescente.

Isso porque todas as alterações orgânicas e no comportamento podem afetar a saúde bucal. Sendo assim, é essencial haver o devido acompanhamento de pacientes nessa faixa etária para que eles cheguem à vida adulta com dentes saudáveis.

Neste post, você aprenderá mais sobre as mudanças na saúde bucal dos adolescentes, e quais são os cuidados essenciais para garantir que eles tenham um sorriso bonito e saudável.

A fase da adolescência

A adolescência é uma fase intermediária na qual o indivíduo já não é mais criança, porém, também não se constitui como adulto. É nesse período que diversas decisões são tomadas, e muitas delas são tão decisivas que causam inseguranças e incertezas.

Além de toda a carga de responsabilidade que é depositada sobre eles, os adolescentes ainda precisam conviver com as mudanças que acontecem em seu corpo e na sua forma de pensar. É por isso que pessoas dessa faixa etária podem apresentar problemas de autoestima e abalos psicológicos, como depressão e ansiedade.

Uma maneira de aumentar o bem-estar e a qualidade de vida dos mais jovens é oferecendo a eles apoio e suporte, de modo que se sintam mais confiantes e seguros. A saúde bucal está diretamente relacionada a esses fatores, e é por isso que os cuidados com o dente de adolescente não podem ser negligenciados.

Todo o organismo deles está passando por transformações, e a boca faz parte disso. Como ainda estão amadurecendo, nem sempre os adolescentes sabem como lidar com o que está acontecendo e, por isso, precisam da ajuda dos adultos.

A ação conjunta entre os familiares e dentistas é essencial para que os jovens compreendam a necessidade de cuidarem bem dos seus dentes e saibam como fazer isso. Também é fundamental para que consigam se adaptar à nova realidade do seu corpo, entendendo o que muda agora que estão avançando para a vida adulta.

Principais mudanças na saúde bucal

Embora existam características diferentes entre os jovens, algumas mudanças são esperadas durante a fase da adolescência. Isso porque o desenvolvimento acontece dentro de um mesmo período médio para todas as pessoas. Portanto, algumas situações são típicas dessa faixa etária.

Veja, a seguir, quais são as principais mudanças que acontecem na boca e na saúde bucal dos adolescentes e que requerem atenção.

Substituição dos decíduos

Uma mudança típica é a troca dos decíduos pelos permanentes. Até os 12 ou 13 anos de idade, é estimado que todos os dentes de leite tenham sido substituídos, mas é preciso ter atenção e observar se isso realmente aconteceu.

Afinal, existe um problema chamado retenção prolongada, que se caracteriza pelo dente de leite que insiste em não cair. O que pode acontecer é o permanente nascer no lugar errado ou, então, ele nem mesmo ter se desenvolvido.

Além disso, durante a troca dos dentes, é comum que os permanentes nasçam desalinhados ou se manifeste a má oclusão. O ideal é que o acompanhamento aconteça ainda na infância para que o dentista possa observar se existe essa possibilidade e intervir. Assim, o adolescente terá um sorriso mais alinhado e harmônico.

Crescimento do terceiro molar (siso)

A partir dos 16 anos de idade, é esperado que o terceiro molar (o famoso dente siso) comece a nascer. São quatro no total, que se localizam no final da arcada dentária (superior e inferior). A questão é que eles forçam o tecido gengival para nascerem, e isso causa inflamações na gengiva e dores.

É fundamental o acompanhamento do dentista para observar se tudo está correndo adequadamente. Afinal, além dos problemas citados, o crescimento do siso ainda traz outras complicações, como o desalinhamento dos dentes permanentes. Em alguns casos, ele cresce em um sentido completamente inadequado ou permanece incluso.

Nessas duas últimas situações, muitas vezes é necessário fazer a extração do siso para que ele não comprometa o restante da arcada dentária, nem cause mais complicações para a saúde bucal.

Influência hormonal

A adolescência é marcada por intensas mudanças hormonais, e isso também traz abalos para a saúde bucal. O dente de adolescente, bem como o de gestantes, pode apresentar problemas por causa dos hormônios.

Além de eles provocarem alterações na saliva, interferem na circulação sanguínea que chega até a gengiva. Como resultado, ocorre uma maior vulnerabilidade desses tecidos ao ataque de bactérias. Sendo assim, jovens apresentam uma grande chance de terem gengivite.

Cuidados essenciais com o dente de adolescente

Os cuidados com a saúde bucal não podem ser negligenciados em nenhuma fase da vida. Mas o dente de adolescente, algumas vezes, está mais suscetível a desenvolver problemas em função das mudanças que foram citadas e, também, pelo descompromisso com a higiene bucal.

Veja o que fazer para manter a boca dos jovens sempre saudável.

Manter uma boa higiene

Diariamente, após cada refeição, é essencial fazer a escovação dos dentes com uma escova macia e um creme rico em flúor. O adolescente também deve utilizar o fio dental como complemento, e não ignorar a língua durante a higienização.

Adotar hábitos saudáveis

Para cuidar do dente de adolescente, é indicado beber bastante água, manter uma alimentação saudável e evitar substâncias que agridam a boca e seus tecidos. Ao mesmo tempo, é preciso evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o uso do tabaco, que provocam grandes abalos para a saúde bucal e orgânica.

Usar protetor bucal

Durante a prática de esportes, o ideal é usar o protetor bucal. Esse dispositivo ajuda a minimizar possíveis impactos nos dentes, de modo que eles não sofram fraturas ou quebras. Para escolher o mais adequado, é importante consultar um dentista.

Fazer visitas periódicas ao dentista

Passar por uma consulta com o dentista a cada seis meses é fundamental para que sejam adotadas medidas preventivas. É nesse momento que o especialista avalia toda a saúde bucal para observar se ela está em equilíbrio, ou se é necessário tratar algum problema em fase inicial.

Realizar os tratamentos indicados

Todos os tratamentos recomendados pelo dentista devem ser realizados para que os pequenos problemas não virem algo mais grave. É comum haver resistência em alguns casos, principalmente quanto ao uso de aparelhos ortodônticos. Porém, existem opções de dispositivos que são mais discretos e não causam prejuízos estéticos.

Apesar de todas as mudanças que ocorrem no dente de adolescente, ao tomar os devidos cuidados é possível passar por essa fase sem transtornos. É válido reforçar a importância do suporte e do apoio dos adultos para orientar e esclarecer as dúvidas dos jovens. Esse é um jeito efetivo de ajudá-los a manter a saúde bucal equilibrada.

Para acompanhar mais conteúdos interessantes como este, siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no YouTube.