Várias são as mudanças no corpo quando o indivíduo chega à terceira idade. Sendo assim, algumas mudanças de hábitos envolvendo a saúde bucal precisam ser realizadas, para que haja a prevenção de possíveis contratempos na dentição de idosos.

Realizar bons hábitos com a saúde bucal deve fazer parte da rotina de todos, mas os idosos são mais propensos ao desenvolvimento de cáries e problemas na raiz dos dentes. Muito deles ficam mais atentos aos cuidados de outras doenças, deixando de lado a saúde bucal, tão imprescindível e que interfere na alimentação e autoestima.

Mudanças na dentição de idosos

Atualmente, a odontologia preventiva vem sendo aplicada de maneira intensa pelos profissionais de saúde bucal e pela mídia. Visto que, quando o indivíduo chega à terceira idade, ocorrem diversos problemas em sua dentição. A seguir, confira alguns que merecem destaque.

Aumento da sensibilidade

No idoso, existe um conjunto de alterações do envelhecimento no nível dos órgãos sensitivos, que modificam a qualidade de vida dessas pessoas — a disfunção da percepção gustativa, por exemplo, consiste em um problema relevante. Desse modo, anomalias relacionadas ao paladar podem levar à privação de uma das grandes satisfações da vida.

Assim, os alimentos frios ou quentes afetam diretamente na dentição de idosos. Já que, com o decorrer dos anos, os dentes ficam mais sensíveis, tanto em relação a doenças quanto a alimentos. É sempre necessário pedir dicas ao dentista sobre quais cremes dentais utilizar e quais os procedimentos a serem feitos.

Xerostomia e gengivite

Outras questões corriqueiras nesta fase da vida são a gengivite e a xerostomia, podendo ocasionar até mesmo a perda de dentes. A retração da gengiva também é comum, o que acaba expondo exageradamente os dentes e provocando maiores perigos de cáries e outras doenças.

A conhecida boca seca é recorrente na idade. Muitas vezes, os principais vilões são os remédios, devido a suas reações. Se a xerostomia não for tratada, pode acabar prejudicando a dentição de idosos por causa da falta de saliva, já que a salivação possui um importante papel no controle da proliferação de bactérias e fungos.

A gengivite também é recorrente e pode ser provocada por maus hábitos de escovação e doenças pré-existentes (por exemplo: problemas cardíacos, estresse, diabete e o fumo). Em momento inicial, a gengivite tem cura, mas, se não for tratada imediatamente, os riscos de danos irreversíveis (como a periodontite) são enormes.

Cuidados com a saúde bucal na terceira idade

É fundamental sempre cuidar da saúde da boca, logo, a higiene bucal deve ser feita sempre após as refeições. A escova de dente certa contribui para realizar uma boa escovação — por isso, recomendamos utilizar produtos com cerdas macias e cabeça pequena, para não machucar os dentes.

Vale salientar que, para os idosos que possuem restrições ou problemas locomotores nos membros superiores, uma boa escolha é a escova elétrica. Além disso, o fio dental também deve ser aplicado diariamente, e o creme dental mais indicado é o que possui flúor ou as específicas para cada caso, como as escolhidas para a sensibilidade nos dentes.

Como encontrar um bom dentista em Goiânia

Ao procurar um bom dentista em Goiânia, não se esqueça de analisar uma série de aspectos, para escolher um profissional competente. Afinal, essa tarefa não é tão simples assim, já que existem diversos tipos de consultórios odontológicos no mercado e nem todos proporcionam atendimento/serviço de qualidade.

Se a escolha realizada for ruim, pode comprometer a saúde bucal e a beleza do sorriso do paciente. Por isso, é importante seguir as seguintes dicas.

Busque recomendações

Os familiares e amigos podem ser bastante úteis para descobrir as características de alguns dentistas. Dessa forma, dialogue com eles e peça indicações de especialistas, principalmente se souber de alguém que realizou recentemente algum tratamento semelhante ao qual você se submeterá.

Pesquise as especialidades do dentista

Não é possível tratar qualquer problema com qualquer profissional, afinal, cada um é especialista em um determinado segmento. Por isso, procure entender quais são suas reais necessidades e, em seguida, comece a pesquisar por profissionais que sejam especializados no problema.

Para se certificar que o dentista é realmente especialista na área, busque saber a formação dele, conferindo quais os certificados que ele possui, quanto tempo atua no ramo e qual a experiência clínica dele com os casos parecidos com o seu.

Observe a ética do dentista

Um profissional ético corresponde aquele que age conforme o código de sua formação. Se o dentista o descumpre, por exemplo, promovendo propagandas fora do que é permitido, dessa forma, ele não atua de modo correto com seus pacientes.

Assim, você deve prestar atenção se o seu dentista não está ferindo o código de ética. Lembre-se que nem sempre quem está investido mais em propaganda é o melhor para sua dentição. É preciso diferenciar o que é marketing e o que é verdadeiro.

Veja a estrutura do consultório

Um consultório bem equipado e moderno é algo muito vantajoso, afinal, poderá tornar os procedimentos menos dolorosos, mais rápidos e com resultados satisfatórios. Logo, na primeira consulta, você deve analisar esse ponto, conversando com o dentista e procurando compreender quais equipamentos e procedimentos ele usará durante o tratamento.

É fundamental também conhecer mais sobre o dentista. Procure saber se ele está atualizado e se trabalha com recursos e métodos modernos, isto é, anestesia computadorizada, aparelhos invisíveis, lentes de contato para os dentes. Pois quanto mais elevada for a eficácia dos equipamentos da clínica, mais preciso será o tratamento feito.

Nesse sentido, devido ao aumento relativo da população mais idosa, é importante sempre se atentar aos principais cuidados para manter uma boa saúde bucal nesta idade. É ideal reforçar que é importante

Não se esqueça de recorrer aos profissionais da área em caso de qualquer anormalidade, como dificuldades ao mastigar, falar e dores. Igualmente essencial é se sentir confortável, seguro e à vontade com o profissional em questão. Por isso, na hora de investigar o melhor especialista na região, considere também alguns fatores intangíveis, ou seja, a cordialidade, a pontualidade, o profissionalismo e o respeito.

Gostou das nossas informações sobre a dentição de idosos? Então entre em contato conosco e saiba mais sobre o assunto!