Doenças de gengiva: as diferenças entre gengivite e periodontite!

4 minutos para ler

Nossa cavidade bucal é uma região muito sensível do nosso corpo e, por isso mesmo, merece toda a atenção e cuidado. Diversas patologias podem se instalar no local, causando muito desconforto e problemas estéticos. Entre as doenças mais comuns de gengiva, estão a gengivite e a periodontite.

Pouca gente conhece as suas diferenças, mas o fato é que isso é muito importante para fazer a prevenção e o tratamento adequado. Quer aprender um pouco mais sobre esse tema? Então, confira a seguir o conteúdo que preparamos para você!

Gengivite

A gengivite, uma das doenças de gengiva mais comuns na população, merece ser esclarecida. Ela é uma inflamação e, se não for tratada adequadamente, pode progredir para complicações potencialmente mais graves.

Sua causa, basicamente, são falhas na higiene bucal. Com isso, bactérias, muco e restos de comida vão se acumulando na região, o que irrita e incha as gengivas, deixando-as sensíveis. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, até a escovação excessiva pode causar gengivite, pois agride o local e facilita a entrada de resíduos.

Fatores hormonais também podem aumentar o risco de desenvolver o problema — isso ocorre especialmente em adolescentes no início da puberdade, jovens e mulheres grávidas. Dentes desalinhados, obturações malfeitas, aparelhos, dentaduras, tabagismo, diabetes e o uso de alguns medicamentos também aumentam os riscos de inflamação.

Entre os principais sintomas da gengivite estão uma coloração mais avermelhada ou arroxeada nas gengivas, concomitantemente ao inchaço. Ela sangra com facilidade e pode se retrair, deixando os dentes aparentemente mais longos. Além disso, pode haver secreção de pus, gosto ruim na boca e mau hálito.

O tratamento adequado consiste em eliminar as causas e reverter os sintomas, impedindo que a doença evolua para formas mais graves. O ideal é recorrer ao dentista e seguir suas orientações de hábitos diários saudáveis de limpeza, como a escovação e a utilização correta do fio dental. O paciente deve fazer check-ups regulares para a profilaxia.

Periodontite

A periodontite é outra doença de gengiva entre as mais comuns, na qual a inflamação e a infecção já afetam o osso e demais estruturas de suporte ao dente. Ela se agrava quando o paciente se descuida por um período mais prolongado, negligenciando sua patologia inicial.

Entre as consequências mais graves está a perda dos dentes, pois essa enfermidade destrói os ligamentos e raízes, prejudicando sua sustentação. Como a placa contém bactérias, é possível que o local infeccione, podendo levar a um abscesso dentário. Acomete predominantemente quem tem uma predisposição genética, mantém maus hábitos de saúde bucal, tabagistas, diabéticos, idosos, grávidas, mulheres na menopausa, malnutridos e pacientes imunodeprimidos.

É fundamental buscar ajuda especializada o quanto antes, pois o tratamento reduzirá a inflamação e suspenderá a perda óssea. A raspagem será feita com muito cuidado e o tártaro removido.

O dentista também orientará para práticas de higiene mais adequadas e, dependendo do caso, poderá sugerir o uso de antibióticos e anti-inflamatórios. Nos casos mais graves, a cirurgia pode ser necessária e a remoção de dentes irreversivelmente afetados pode ocorre r.  

Essas são algumas das doenças periodontais que você deve evitar e tratar. Consulte um profissional especializado sempre que você sentir algum dos problemas apresentados. Gostou deste conteúdo? Então, assine gratuitamente a nossa newsletter e receba mais artigos como esse!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Um comentário em “Doenças de gengiva: as diferenças entre gengivite e periodontite!

Deixe um comentário