Halitose: entenda quais são as causas e o tratamento para mau hálito

7 minutos para ler

A halitose, conhecida popularmente como mau hálito, é um problema recorrente na vida de muitas pessoas. Apesar de ser desagradável, muitas vezes quem tem halitose nem percebe o mau cheiro vindo de sua boca, fato que pode dificultar ou até retardar o tratamento.

Além de significar bons cuidados com a higiene bucal, um hálito fresco também indica boa saúde, pois muitas vezes a halitose pode ser um sinal de que algo em seu corpo não está bem como deveria.

Por isso, se você escova os dentes e passa o fio dental regularmente, mas mesmo assim percebeu uma mudança repentina em seu hálito, fique alerta, pois isso pode ser sinal de uma amigdalite ou faringite, por exemplo.

No post de hoje, vamos falar sobre o que causa aquele hálito desagradável, como prevenir o problema, formas de tratamento, entre outros pontos importantes. Confira!

Entenda quais são as causas do mau hálito

Existem muitas causas para o mau hálito e para que seja feito o tratamento adequado, deve ser feito o diagnóstico correto, identificando as razões pelas quais você tem o problema. 

A seguir, listaremos as causas mais comuns do mau hálito:

Higiene bucal deficiente

escovação é um cuidado essencial, pois quando o alimento permanece na boca por muito tempo, acumula bactérias que podem causar odores. Além disso, todo resto de comida que fica entre os dentes, na língua ou nas gengivas, pode se decompor e deixar um cheiro desagradável.

Pessoas que usam dentadura têm mais chances de ter mau hálito por má higiene bucal, pois nem sempre elas conseguem limpar a prótese corretamente. Assim, ficam acumulados restos de comida acumulados entre a prótese e a gengiva, facilitando a proliferação das bactérias causadoras do mau cheiro.

Inflamações causadas pela má higiene oral, como gengivites e periodontites, além do acúmulo de placa bacteriana e as cáries também contribuem com o mau hálito. 

Saburra lingual

A saburra lingual é uma massa esbranquiçada, formada por muco, bactérias e células descamadas que se fixa no dorso da língua. Uma das causas da formação dessa placa é a limpeza incorreta da língua, na hora da higienização bucal.

Outra causa da saburra é o fato de que algumas pessoas têm dificuldade em respirar pelo nariz e o fazem pela boca, o que aumenta a viscosidade da saliva. Além de ser esteticamente desagradável, as bactérias contidas nessa placa esbranquiçada causam um odor desagradável.

Boca seca

Quem sofre de xerostomia (boca seca) tem mais riscos de sofrer com o mau hálito. Isso porque a salivação é responsável por remover as partículas alimentares da boca. E quando o fluxo de saliva diminui, partículas que causam odor permanecem.

A boca seca pode ser causada por: tabagismo, respiração pela boca, ronco, uso de enxaguantes bucais à base de álcool e uso de determinados medicamentos.

A alimentação também influencia no problema, pois alguns alimentos como café e açúcar contribuem para o ressecamento bucal. 

Estresse

O estresse entra na lista de causadores do mau hálito porque pessoas estressadas costumam ficar com a boca seca. E como já citamos, a falta de salivação contribui para a halitose.

Problemas de saúde em geral

Inflamações na garganta, amigdalite e outras infecções das vias respiratórias também podem causar mau hálito. Pessoas com amigdalite podem possuir pequenas cavidades em suas amígdalas, que por sua vez, acumulam resíduos como bactérias, células mortas e restos de alimentos.

Em alguns casos, esse acúmulo de resíduos pode formar o cáseo amigdalino, que são bolinhas na garganta, que também possuem um odor desagradável.

Entenda por que a pessoa nem sempre percebe que tem mau hálito

Esse fator se deve ao fato do organismo humano ser capaz de identificar apenas um odor de cada vez, e quando ele se torna frequente, não conseguimos mais senti-lo. Claro que no início o cheiro desagradável tende a incomodar a pessoa, mas com o tempo ela se adapta e já não sente mais aquele odor.

Então, se você conhece alguém que sofra de mau hálito, diga essa pessoa educadamente para ela procurar um dentista ou pergunte o que ela anda comendo. Assim, você terá abertura para falar sobre o problema. 

Talvez a pessoa não goste no início, mas ela mesma vai perceber que esse mal pode prejudicar muito sua vida social. Além disso, apesar do mau hálito não ser uma doença, ele pode ser um alerta para outros problemas de saúde.

Aprenda a identificar se você tem mau hálito

Se você quer descobrir se tem mau hálito, pode perguntar à uma pessoa próxima e de confiança se ela sente algum odor forte quando estão conversando. Caso você fique constrangido em perguntar isso a alguém, faça um autoexame na língua.

Para fazer o autoexame, basta colocar a língua para fora em frente ao espelho e verificar a presença de saburra lingual, pois ela é um indício de mau hálito. Ou você pode simplesmente marcar uma consulta com seu dentista e expor suas dúvidas, ele com certeza será sincero e vai recomendar o melhor tratamento.

Saiba como é o tratamento e como prevenir o mau hálito

Na maioria dos casos, o mau hálito está relacionado à má higiene bucal e hábitos ruins. E para evitar que você fique com aquele odor desagradável, ou se você já tem o problema e quer se livrar dele, deve tomar alguns cuidados, como:

  • tenha uma higiene oral adequada. Escove os dentes após as refeições, use o fio dental e não se esqueça de escovar a língua;
  • na hora de escovar a língua, molhe sua escova com antisséptcos bucais em vez de usar pasta de dentes;
  • evite álcool e cigarros. Ambos deixam a boca seca e, quanto mais ressecada ela estiver, pior o hálito;
  • evite alimentos muito açucarados. O açúcar não só danifica os dentes, como pode alimentar as bactérias causadoras do mau hálito;
  • faça um check-up odontológico periodicamente;
  • faça gargarejos com antissépticos bucais, principalmente antes de dormir;
  • beba bastante líquido para evitar que sua boca fique seca;
  • mastigue chicletes sem açúcar por pelo menos cinco minutos, pois aumentam a salivação e ajudam a “lavar” a boca;
  • evite o estresse, pois ele causa boca seca, fator que também causa halitose.

Mesmo seguindo essas dicas é fundamental que você vá ao dentista regularmente, pois a maioria dos casos de halitose são originados por problemas bucais e podem ser facilmente resolvidos com ajuda do profissional. Ao buscar por tratamento odontológico, procure por um centro odontológico que reúna diversas especialidades.

Além disso, é necessário que você faça profilaxia (limpeza profissional) pelo menos de 6 em 6 meses, para evitar o acúmulo de tártaro e placa bacteriana, evitando assim, outros problemas.

Como já foi dito, o mau hálito não é uma doença, mas se não for tratado pode se tornar um problema crônico, que pode atrapalhar sua convivência com outras pessoas, além de ser um alerta para eventuais doenças.

 Agora que você já conhece as causas do mau hálito, saiba quais alimentos você pode consumir para evitá-lo.

 

 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Um comentário em “Halitose: entenda quais são as causas e o tratamento para mau hálito

Deixe um comentário