Você sabe o que são lentes para dentes? Veja como funcionam!

7 minutos para ler

Você sabia que é possível corrigir imperfeições do sorriso, como dentes tortos ou assimétricos, sem precisar fazer um tratamento ortodôntico? As lentes para dentes possibilitam fazer essas correções e, ainda, muitas outras.

Elas permitem alterar as características naturais dos dentes para proporcionar mais harmonia entre eles. Com isso, o paciente usufrui de uma melhor imagem e ainda ganha em funcionalidade para a arcada dentária.

As lentes de contato dental têm se tornado um tratamento cada vez mais popular, por sua eficácia, seu resultado rápido e ser uma técnica pouco invasiva. Neste post, esclareceremos diversas questões sobre elas, para que você entenda como o método funciona e quais são suas vantagens. Acompanhe!

O que são lentes para dentes?

Nem sempre é preciso corrigir um ligeiro desvio dos dentes com aparelho ortodôntico. Nesse e em outros casos, podemos adotar o tratamento com lentes de contato dental. Elas são próteses muito finas que são coladas sobre os dentes naturais para que eles ganhem a cor e o formato desejados.

Em geral, são fabricadas em porcelana e chamadas de lente de contato porque têm uma espessura mínima, de cerca de 0,2 mm, semelhante às lentes de contato indicadas para corrigir problemas de visão.

As lentes são confeccionadas especificamente para cada pessoa, a fim de terem o tamanho e formato ideais. O intuito é que, ao final do tratamento, o paciente tenha um sorriso natural e sem imperfeições.

É preciso entender que a lente de contato não é o mesmo que faceta de porcelana. Embora sejam técnicas similares, as lentes são um tratamento menos invasivo e mais finas, sendo indicadas para finalidades diferentes das facetas.

Como essa técnica funciona?

Para atingir a naturalidade que o sorriso precisa ter, na primeira consulta [,] o dentista avaliará as condições da saúde bucal do paciente. Se for necessário e possível usar as lentes para dentes ele, fará o molde da arcada dentária.

Atualmente, é possível capturar imagens digitais da boca, o que elimina a necessidade de fazer os moldes físicos e, ainda, possibilita que o planejamento do sorriso seja realizado de forma digital e incluindo a participação do paciente.

Depois de definir como ficará o resultado final, as imagens, os dados ou o molde são enviados para o protético, que fica encarregado de confeccionar as lentes especificamente para cada pessoa. Depois, é hora de fazer sua colocação.

Para isso, o paciente realizará a limpeza profissional no consultório do dentista. Em alguns casos, é preciso fazer um ligeiro desgaste do esmalte dentário, mas, com as lentes mais finas, muitas vezes, isso não é preciso, e elas são coladas sobre os dentes apenas.

Não há dor, cortes ou injeções, porque essa técnica não é invasiva, como já mencionado anteriormente. O paciente consegue ter o seu sorriso renovado e valorizado em poucos minutos. Por isso é que as lentes dentais estão sendo muito procuradas nos consultórios.

Quais são as indicações da lente de contato dental?

A lente de contato dental é indicada para corrigir imperfeições e alterar o tom natural dos dentes. Como são peças finas, elas se destinam para correções mais simples. Grandes desvios de oclusão, por exemplo, não podem ser corrigidos com as lentes.

Mas, quando os dentes são pequenos, apresentam formato assimétrico, amarelados, apenas um dente tem cor diferente, entre outros, então, as lentes são uma opção eficaz. Elas também são indicadas para:

  • curva do sorriso invertida;
  • corredor bucal muito amplo;
  • dentes separados (diastema);
  • dentes curtos demais;
  • correção de ângulos;
  • manchas no esmalte;
  • pequenas fraturas.

É importante lembrar de que somente o dentista poderá dizer se as lentes para dentes são de fato o tratamento ideal em cada caso e se não há restrições para seu uso.

Existem restrições para o uso dessas lentes?

Assim como para qualquer tratamento, existem algumas restrições para o uso de lentes de contato dental. Como dito, é necessário que o dentista avalie a saúde bucal do paciente para definir se a lente será eficaz, se ele pode usá-la ou se precisa realizar algum tratamento antes delas.

De toda forma, as restrições para seu uso não são muitas, em especial, as contraindicações envolvem casos de:

  • cáries não tratadas;
  • perda significativa de estrutura sadia dos dentes;
  • manchas muito acentuadas;
  • bruxismo;
  • tratamento endodôntico anterior;
  • trincas;
  • grandes fraturas.

A contraindicação acontece porque a lente pode não corrigir a imperfeição ou porque haveria perdas para a saúde bucal do paciente. De toda forma, quando ela não pode ser empregada, o dentista indica um tratamento mais eficaz para seu paciente.

Elas oferecem algum risco ou desvantagem?

Quando o tratamento é bem realizado com próteses ideais para o formato dos dentes e da boca de cada paciente, não há risco na colocação das lentes de contato dental. Elas também não precisam de manutenção específica, como acontece com os aparelhos ortodônticos. Então, o acompanhamento do paciente será o rotineiro, como para qualquer outra pessoa.

Também não há desvantagens em seu uso. Esse é um investimento válido, que possibilita um tratamento rápido para quem deseja mudar o sorriso em pouco tempo. Mas é preciso ter alguns cuidados para garantir a durabilidade da lente.

Qual é a durabilidade das lentes dentárias?

Essa é uma questão que torna as lentes de contato bastante interessantes para quem não deseja ter preocupações com retratamentos. As lentes duram cerca de 20 anos, porque são confeccionadas com um material ultraresistente.

Sua durabilidade somente é reduzida se a pessoa mantiver hábitos prejudiciais, como roer unhas, morder tampas de caneta e outros objetos que poderiam quebrar as lentes ou causar o seu desgaste.

De toda forma, esses hábitos também poderiam comprometer os dentes naturais, desgastando o esmalte ou causando trincas. Por isso, as lentes são muito semelhantes aos dentes naturais e requerem o mesmo cuidado para que, de fato, alcancem a durabilidade de décadas.

A técnica precisa ser refeita depois desse tempo?

Somente será preciso refazer o tratamento caso alguma das lentes aplicadas sofrer um dano ou desgaste. Elas não são como o dente natural, que pode ser restaurado com resina. Uma vez danificada, a lente deve ser retirada do dente para ser refeita ou reparada pelo protético.

O tempo de durabilidade da lente é uma expectativa média, então, não significa que exatamente depois de 20 anos será preciso trocar todas as lentes. O tempo pode variar para mais ou menos conforme o cuidado que cada paciente tiver com as próteses.

As lentes para dentes são uma opção ideal para quem deseja renovar e valorizar o sorriso em pouco tempo e sem dores. Com elas, é possível ter dentes perfeitos e, por isso, é uma das técnicas queridinhas também entre os famosos. Não há desvantagem em seu uso, e os ganhos para a autoestima também precisam ser considerados, já que o impacto positivo na imagem é significativo.

Quer saber mais sobre as lentes de contato dental ou como poderia ficar o seu sorriso? Então, entre em contato conosco e converse com um de nossos especialistas!

Posts relacionados

Deixe um comentário