Não consigo mais dormir: o que fazer com o ronco e apneia?

3 minutos para ler

Ronco e apneia são dois dos distúrbios do sono que mais incomodam. Além de indicar sérios problemas de saúde, eles ainda são motivo aborrecimento de  para outras pessoas quando se dorme acompanhado. Portanto, caso haja qualquer sinal do aparecimento deles, é indicado procurar ajuda especializada.

Mas você sabe identificar se sofre com ronco e apneia? Não? Então acompanhe este post e descubra as causas, sintomas e problemas relacionados a estes transtornos!

O que causa ronco e apneia do sono?

Quando o ronco e apneia estão relacionados — pois nem sempre quem ronca tem apneia —, o ruído desagradável durante a noite é o menos preocupante. Esses distúrbios podem estar ligados ao relaxamento anormal dos músculos da garganta e da língua, ao mau formato do pescoço ou cabeça, ao tamanho aumentado das amígdalas e ao excesso de peso, entre tantas outras razões.

Todos esses fatores são responsáveis por causar a apneia, que é uma obstrução das vias respiratórias em determinados momentos da noite. Já o ronco de forma isolada pode ter origens diversas. Pessoas que tomam remédios para dormir, que estejam alcoolizadas, que têm hipertensão ou sobrepeso, por exemplo, costumam roncar durante a noite.

Como se livrar destes problemas?

Apenas com a mudança de algumas atitudes simples no dia a dia, é possível amenizar os efeitos do ronco e apneia durante o sono. Praticar atividades físicas, manter uma alimentação saudável, parar de fumar e não ingerir bebidas alcoólicas são iniciativas relativamente simples que podem aliviar significativamente os sintomas.

Porém, para se livrar de verdade destes problemas e dormir bem, o ideal é procurar ajuda especializada para descobrir a origem dos incômodos e a melhor forma de tratá-los. Muitas pessoas não sabem, mas esse apoio pode vir de um profissional da odontologia, já que a saúde oral é um fator de grande influência no ronco e apneia do sono.

Confira a seguir o tratamento mais realizado para este problema!

Aparelho oral

A procura por este método é cada vez maior por ser simples e pouco invasivo. O aparelho posiciona a mandíbula mais para frente, criando certo espaço nas vias aéreas e facilitando a passagem do ar. Com isso, o bloqueio causado pela apneia não corre o risco de acontecer. Além disso, a musculatura da faringe fica mais firme, evitando que você ronque.

Para iniciar este tratamento, um dentista faz a avaliação da condição bucal do paciente e, normalmente, solicita a realização de alguns exames. A maioria das pessoas pode fazer uso do aparelho oral, mas ele não é indicado para casos de problemas nas articulações da mandíbula, poucos dentes ou dentaduras e próteses removíveis.

Agora que você já conhece mais sobre o que é ronco e apneia e sabe as principais causas de cada um deles, fica mais fácil colocar em prática as atitudes que podem livrar você desses desconfortos. Mas não vá tentar resolver tudo sozinho! Lembre-se de que o auxílio de um profissional é de extrema importância.

Coloque em prática essas ações, recupere seu sono e cuide da sua saúde. Se você gostou desse conteúdo, aproveite para assinar nossa newsletter e receber mais informações sobre como manter a saúde bucal em dia. Conte com o nosso apoio!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

2 thoughts on “Não consigo mais dormir: o que fazer com o ronco e apneia?

Deixe um comentário