Por que o dente de leite cai e quando isso acontece?

4 minutos para ler

A “fase da janelinha” é uma das mais marcantes na vida das crianças. Ela ocorre devido ao processo natural da substituição do dente de leite pela dentição definitiva. 

Contudo, enquanto alguns passam por essa fase com tranquilidade, outros sofrem com o nascimento dos novos dentes ou sentem vergonha pelo fato. É nessas horas que os pais devem intervir e explicar como funciona todo esse processo. 

E é justamente por que o dente de leite cai e quando isso acontece que explicaremos a seguir. Confira:

O que é um dente de leite 

A partir dos seis meses de vida toda criança passa a desenvolver decíduos, os populares dentes de leite. Eles são formados por coroa, raiz e polpa do dente (o famoso canal).

A formação dessas estruturas semelhantes ao dente definitivo, mas diferentes em tamanho e formato, se completam por volta dos dois anos de idade.

Esses decíduos — dez na parte superior da arcada dentária e dez na parte inferior — são fundamentais para o desenvolvimento dos hábitos alimentares como a mastigação e a deglutição de alimentos sólidos.

Por que os dentes de leite caem 

Aos seis anos de idade começa justamente a queda dos dentes incisivos centrais inferiores, seguidos dos superiores, deixando os pequenos com um “janelão” bem no meio do sorriso.

Isso ocorre por causa da pressão exercida pelos dentes sucessores permanentes, que podem aparecer logo em seguida ou em até um mês. Esse é um processo fisiológico normal do corpo humano e deve ser encarado com a maior naturalidade possível, sem a necessidade da remoção forçada dos dentes amolecidos.

A extração precoce do dente de leite deve ser feita somente em situações específicas, como no caso da presença de cáries. Por isso, é sempre muito importante acostumar as crianças a visitarem o dentista periodicamente.

O que fazer quando o dente de leite não quer cair 

A substituição completa dos dentes de leite pelos permanentes é longa e se completa entre os 11 e 13 anos. Porém, em alguns casos, os dentes novos podem demorar a surgir por encontrarem dificuldades para nascer ou porque nascem na posição errada antes mesmo da queda dos decíduos, encavalando ambos. 

Problemas desse tipo podem ocorrer por falhas na formação da arcada dentária ou na absorção completa da raiz do dente de leite, resistência das fibras gengivais ou falta de estímulo mastigatório. 

Apesar de não fazerem parte do processo natural de transição da arcada dentária, esses problemas são comuns. Por isso, antes de qualquer iniciativa, procure um dentista de confiança.

Cuidados com a queda do dente de leite 

Quando estão para cair, os dentes de leites amolecem. Isso facilita bastante a queda durante a alimentação, escovação ou ainda de forma espontânea. A queda natural geralmente não provoca sangramento, mas isso pode acontecer, assim como um pequeno desconforto ou inflamação na gengiva

Para amenizar esses quadros, você pode colocar algodão ou gaze para estancar o sangramento, fazer uma compressa com gelo ou bochechos com água gelada para constringir os vasos sanguíneos da gengiva e conter o sangue. E caso a criança engula o dente de leite, não se desespere! Isso também é algo normal e o dentinho sairá quando a criança for ao banheiro. Apenas oriente seu filho a não levar a mão à boca ou passar a língua no local para evitar inflamações.

A troca do dente de leite deve ser conduzida de forma positiva e animada, tomando todos os cuidados para que isso ocorra tranquilamente. Caso verifique necessidade, procure um dentista infantil especializado para não acarretar em desdobramentos mais graves. 

Para mais informações sobre esse e outros temas relacionados à saúde bucal, assine nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades. Até a próxima!

 

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário