Nossos dentes não são só uma parte essencial da nossa aparência, como também desempenham funções importantes em nosso organismo, principalmente durante a alimentação. Por isso, problemas como o surgimento de cáries e a necessidade de tratamentos de restauração e obturação devem ser levados a sério.

Eles não só comprometem a beleza do sorriso, como podem levar a complicações que vão desde a perda dentária até a endocardite bacteriana, quando micro-organismos presentes na boca vão parar no coração, causando uma grave infecção no órgão.

Se você quer saber a melhor forma de evitar consequências negativas para a saúde bucal e como escolher o local para a realização desses procedimentos em Goiânia, continue a leitura!

Quando a restauração e obturação são indicadas?

Popularmente, é comum a utilização desses dois termos como sinônimos — o que é um equívoco. Apesar de apresentar algumas semelhanças, as indicações e aplicações são um pouco distintas.

Obturação

A obturação é normalmente associada às antigas restaurações de amálgama, mas, na verdade, é um tratamento recomendado nos casos de procedimento de canal. Este que é indicado quando as cáries atingem uma camada mais profunda da estrutura dentária, podendo afetar nervos e levar à morte do tecido.

Nesses casos, é comum ocorrer inchaço e dor intensa no local. A obturação é a última etapa dessa terapia, realizando um preenchimento da área com material específico, objetivando a recuperação da capacidade funcional do dente.

Restauração

Já a restauração é indicada em casos menos graves de cáries e em pequenas fraturas da estrutura dentária, causadas por impacto físico ou devido à mastigação de alimentos muito duros.

Seu objetivo é devolver a forma, a função e a estética de um dente que sofreu algum tipo de dano. Para isso, ela também preenche a região afetada com uma substância, sendo seguida de um processo para polimento e adequação às características originais do dente.

Em algumas situações, pode ocorrer a combinação dos tratamentos de restauração e obturação. Nos casos de lesões causadas por bactérias, ambos procedimentos atuam evitando complicações no local.

Como identificar o problema e tratá-lo?

Embora alguns sinais, como o surgimento de manchas, dor e sensibilidade na área possam indicar a presença de cáries, somente o dentista poderá identificar a existência do problema e a melhor forma de tratá-lo.

Para isso, é realizada uma avaliação da saúde bucal, buscando a ocorrência da enfermidade. Em alguns casos, também pode ser usado o recurso de raio-x para uma verificação mais completa.

O procedimento 

A partir desses resultados, é determinada se há a necessidade de realização de restauração e obturação. Nos casos de danos causados por bactérias, o procedimento é bastante semelhante. É feita uma limpeza da área afetada, com a retirada da cárie. Para isso, é realizada uma raspagem com o uso de um instrumento de curetagem.

Posteriormente, é feita a aplicação do material na cavidade e o polimento da estrutura. Em alguns casos pode haver a necessidade de aplicação de anestesia. A obturação só é realizada após finalizado o tratamento de canal.

A substância utilizada para a cobertura do tecido pode variar, levando em consideração aspectos como duração, preço e aparência. Os principais tipos são:

Amálgama de prata

Por muito tempo, essa foi a opção mais utilizada em consultórios odontológicos, devido ao baixo preço e a grande resistência da substância. Constituída por uma liga de prata e mercúrio, ela apresenta uma coloração acinzentada brilhante e pode durar mais de dez anos.

Entre as desvantagens da amálgama estão a estética, já que ela pode ser evidente quando a pessoa sorri ou abre a boca, e o risco de contaminação por mercúrio.

Resina composta

Feita de um material semelhante à cor natural do dente, ela é normalmente preferida em regiões mais visíveis do sorriso. Embora menos resistentes do que as de amálgama, também podem durar anos.

Os argumentos contrários ao seu uso incluem a possibilidade do aparecimento de manchas, devido ao consumo de café, chás e tabaco, e por não serem indicadas em restaurações em grandes áreas — devido ao risco de quebra e desgaste.

Para os casos de reparação de pequenas fraturas causadas por traumas, as facetas de porcelana podem ser uma boa opção.

Ouro

O mais caro dos tratamentos, sua principal vantagem é a resistência acima da média, que pode chegar a 20 anos. A placa é fabricada sob medida em laboratório e costuma ter boa aceitação pelos tecidos gengivais.

Como escolher uma clínica para realizar o tratamento em Goiânia?

O primeiro passo é sempre a prevenção. Uma boa escovação, aliada ao uso de fio dental, enxaguante bucal e visitas regulares ao dentista são atitudes essenciais para a manutenção do seu sorriso.

Mas, uma vez instalado o problema, é preciso escolher a clínica adequada para o atendimento. Assim, garante-se que o tratamento seja realizado da maneira correta e sem complicações no futuro.

Para isso, não devem ser levadas em consideração somente questões como o preço e distância do local. Sua saúde bucal está em jogo, portanto, essa decisão deve ser tomada com calma. É importante avaliar:

Estrutura do consultório

Observe aspectos como o tamanho e a limpeza do local. Existe espaço suficiente para a realização do atendimento? Os equipamentos parecem ser novos e há suporte adequado em casos de emergências?

Qualificação dos profissionais

Cada especialidade da odontologia é destinada a um determinado fim. Para os casos de restauração e obturação, é necessário um dentista habilitado para a realização desses procedimentos. Clínicas que contam com diversos especialistas representam um diferencial, já que você poderá realizar todo o tratamento em um mesmo local.

Para verificar as qualificações dos profissionais escolhidos, busque informações no site da empresa e nos conselhos regionais e federal de odontologia.

Qualidade do atendimento

Como diz o ditado: a primeira impressão é a que fica. Receber um bom atendimento desde o agendamento da consulta e a recepção no local demonstra a preocupação daquela instituição em oferecer um relacionamento diferenciado e preocupado com as necessidades de cada um.

Indicação de outros pacientes

Procure a opinião de outros pacientes que já consultaram nesse local. Ouvir a experiência de amigos e familiares pode ajudá-lo a ter mais segurança de saber que será bem tratado.

Levando esses aspectos em consideração, é possível encontrar a melhor opção para realizar o tratamento e receber a orientação correta sobre qual deverá ser a terapia indicada para o seu caso.

Se você está buscando uma clínica em Goiânia para realizar os procedimentos de restauração e obturação, entre em contato conosco!