Saiba mais sobre os sinais e sintomas do Bruxismo!

4 minutos para ler

Ranger, apertar e comprimir os dentes, geralmente durante o sono, são os principias sintomas do bruxismo, um distúrbio bucal que, além de desgastar o esmalte dentário, também prejudica a articulação da mandíbula.

Ansiedade, tensão, estresse e até a falta de atividades físicas podem ocasionar o bruxismo, sobretudo em crianças e adolescentes. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 15% das crianças de todo o mundo sofrem com esse problema.

Para acabar com todas as dúvidas sobre esse distúrbio de uma vez por todas, a seguir vamos explicar as principais causas e sintomas do bruxismo, e como tratá-lo. Confira!

Causas do bruxismo

De acordo com os especialistas, não há uma causa específica para o bruxismo. Diversos fatores, tanto físicos como psicológicos — e até mesmo genéticos —, podem levar ao desenvolvimento desse quadro.

As principais causas psicológicas do bruxismo são estresse, tensão frequente, frustração, ansiedade, hiperatividade ou até depressão. Mas ele também pode ser oriundo de um alinhamento anormal da arcada dentária superior e/ou inferior, de refluxo gástrico e, por incrível que pareça, da falta de atividades físicas.

São muitos os casos de crianças e adolescentes que praticam poucas atividades durante o dia e não gastam toda sua energia, fazendo com que o organismo libere essa carga acumulada durante o sono, por meio da compressão e do ranger dos dentes.

Sintomas do bruxismo

Ruído alto durante o sono

Muitas pessoas que sofrem de bruxismo não sabem disso! Como o ranger dos dentes ocorre durante o sono, na maioria das vezes, é algo imperceptível para elas — mas não para quem dorme ao lado. Contudo, há casos em que a própria pessoa acorda com o barulho alto proveniente da compressão exagerada dos dentes.

Desgaste dos dentes

Além dos familiares que dormem junto com a pessoa, o bruxismo também pode ser identificado em visitas periódicas ao dentista, que conseguem detectar o desgaste dos dentes ou sinais de fraturas ou rachaduras no esmalte dentário, causados pelo atrito entre os dentes.

Dores na face

Esse desarranjo também pode ser detectado devido a outros sintomas, como dores de cabeça, no pescoço, nos músculos da mandíbula e da face, causadas pelo esforço exagerado provocado pela pressão na arcada dentária. Dores de ouvido e de dente muitas vezes também são provocadas por esse problema.

Essa pressão exagerada, inclusive, pode levar à necrose dos vasos, dos nervos e da polpa do dente, por conta de isquemias dos vasos do ápice da raiz dentária, provocando o amolecimento e até a queda do dente.

Alterações no sono

Como a intensidade e a frequência do bruxismo variam bastante durante a noite, a qualidade do sono fica comprometida. Além de prejudicar o descanso, o bruxismo frequente pode suscitar a insônia.

Disfunção na mandíbula

Em casos mais graves, os sintomas do bruxismo podem acarretar a destruição do osso circunvizinho, localizado entre um dente e outro, em danos na gengiva ou ainda desencadear a síndrome da articulação temporomandibular (ATM), disfunção que prejudica os movimentos e o adequado funcionamento da mandíbula.

Tratamento do bruxismo

Medicamentos ansiolíticos

Visitar regularmente seu dentista é a melhor forma de diagnosticar e amenizar a maioria desses sintomas do bruxismo. Em muitos casos, são recomendados medicamentos ansiolíticos para diminuir a ansiedade e o estresse — possíveis causadores do bruxismo.

Placas interoclusais

Outra forma de controlar os efeitos desta disfunção são as placas interoclusais, dispositivos intra-bucais de silicone ou de acrílico, moldados especialmente para cada paciente utilizar durante a noite e reduzir o atrito e a pressão nos dentes.

Prática de exercícios físicos

A prática regular de exercícios físicos, principalmente para crianças e adolescentes, — os principais afetados pelo bruxismo —, também é bastante eficaz para reduzir os sintomas, uma vez que ajudam no consumo de energia e na diminuição dos níveis de estresse e ansiedade.

O que você achou do post? Ainda resta alguma dúvida? Tem experiência com bruxismo? Deixe sua resposta nos comentários e compartilhe conosco suas ideias. Até a próxima!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário