A saúde bucal depende dos seus componentes, como os dentes, língua, saliva e gengiva. Quando um deles não funciona da forma que deveria, toda a região passa a ficar comprometida. Nesse caso, pode ocorrer o acúmulo e proliferação de placas bacterianas, capazes de originar doenças que afetam o dia a dia do indivíduo, como a cárie. Aliás, você sabia que existem diferentes tipos de cárie?

Em geral, há três tipos conhecidos como coronária, recorrente e radical. Essas lesões são bastante prejudiciais para a saúde da cavidade interna da boca, já que provocam a perda de minerais dos esmaltes dos dentes. Caso deseje saber um pouco mais sobre essa doença bucal, continue lendo este post!

Conheça os três tipos de cárie

Para saber como evitar um problema bucal, é necessário entender como ele surge. Nesse sentido, o conhecimento é a principal ferramenta para preservar a saúde de toda a região da boca. Por isso, conheça a seguir as diferentes variedades da cárie.

Cárie coronária

Podendo afetar tanto crianças quanto adultos, a cárie coronária é a mais comum entre as três. Na maioria dos casos, a perda dos minerais ocorre no local onde é feita a mastigação dos alimentos, ou seja, na superfície e laterais de contato entre os dentes.

Cárie radicular

Ao contrário da coronária, a cárie radicular atinge mais os adultos e idosos. Até porque, conforme o ser humano envelhece, a gengiva começa a se retrair e deixar o dente mais exposto. No entanto, não existe esmalte (responsável pela proteção do dente) na raiz, então o dente passa a ficar desprotegido e suscetível à deterioração.

Cárie recorrente

Esse tipo de cárie surge sempre no mesmo lugar, por isso recebe o nome de “recorrente”. Em geral, aparece ao redor de coroas e restaurações. Isso acontece porque essas regiões tendem a acumular placas bacterianas com maior facilidade.

Descubra como é feito o tratamento para remover a cárie

Quando a cárie se instala no dente, não é possível removê-la somente com uma escovação adequada ou algum método caseiro voltado para essa finalidade. Por isso, o primeiro passo é marcar uma visita ao dentista para que ele possa fazer a avaliação, diagnóstico e tratamento do caso.

Em situações de cárie em estágio inicial, o profissional pode fazer a obturação, restaurando o dente, ou a aplicação de flúor onde ocorreu a desmineralização. Já quando a cárie afeta o canal do dente, contaminando-o, é necessário realizar a endodontia (tratamento de canal). Geralmente, esse procedimento é um pouco mais invasivo que os outros dois primeiros, pois o dentista pode chegar até mesmo à raiz do dente.

Por outro lado, existem também alguns casos em que o paciente necessita fazer a exodontia, que é a remoção do dente. Vale lembrar que essa medida é realizada somente em último caso, ou seja, quando o dente não pode ser recuperado e ainda corre o risco de contaminar os dentes próximos a ele.

Saiba como prevenir o surgimento da cárie

Agora que você conheceu os três tipos de cárie, descobriu como surgem no dente e os procedimentos feitos pelo dentista para removê-los, é necessário saber como fazer a prevenção adequada para que esse problema não prejudique a sua saúde bucal. Afinal, saber como evitar uma doença é bem melhor que tratá-la, certo? Por isso, confira a seguir as principais dicas no cuidado ideal com a saúde bucal.

Evite o consumo de açúcar e tenha uma alimentação saudável

A alimentação está diretamente ligada à boca. Por isso, uma ingestão inadequada de determinados alimentos pode prejudicar a qualidade da saúde bucal. Nesse caso, recomenda-se evitar o consumo excessivo de produtos que contenham muito açúcar, como os biscoitos, refrigerantes, chicletes, balas e sorvetes.

Além disso, outro passo importante é aderir a uma alimentação saudável. Isso significa ingerir produtos que tenham cálcio, como o brócolis e o espinafre. Também é recomendável consumir alimentos saudáveis que sejam crus e crocantes, como o aipo e a cenoura.

Higienize a boca corretamente

Muitas pessoas têm preguiça de higienizar a cavidade interna da boca diariamente e na frequência correta, mas esse é um hábito bastante prejudicial. Dessa forma, é importante fazer a higienização por, no mínimo, três vezes ao dia. Nesse contexto, um importante aliado é o creme dental com flúor. Com ele, torna-se possível prevenir os tipos de cárie que surgem nos dentes.

Na hora de passar a escova na região gengival, o ideal é fazer movimentos circulares ou de cima para baixo, pois isso estimula a circulação de sangue na gengiva. Assim, a área bucal consegue ficar mais saudável.

Use o fio dental

A escova não é capaz de alcançar áreas estreitas entre os dentes e a gengiva, por isso o uso do fio dental se revela essencial. Até porque ele consegue remover pequenos restos de comida que não são eliminados somente com o uso da escova.

Visite regularmente o dentista

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o hospital ou consultório odontológico não deve ser visitado somente quando o paciente está com sintomas de doenças bucais. Afinal, o dentista deve ser consultado principalmente para preveni-las. Nesse sentido, é recomendável fazer a visita regular a esse profissional para que ele possa realizar a limpeza geral da cavidade interna da boca e check-up da qualidade da saúde bucal do paciente.

Consuma água

A boca seca é um dos principais problemas para a região bucal, porque a saliva ajuda a proteger os dentes. Por isso, é necessário beber, pelo menos, dois litros de água por dia. Nesse contexto, levar sempre uma garrafa de água na bolsa ou mochila é o ideal.

Dessa forma, os tipos de cárie podem ser facilmente evitados se o paciente aliar hábitos básicos diários com a cavidade interna da boca. Afinal, é importante cuidar da saúde bucal para garantir o pleno funcionamento do corpo como um todo.

Se você gostou deste conteúdo e entendeu a necessidade de evitar problemas bucais, entre em contato conosco!