5 dicas para trocar a placa do alinhador sem ter maiores incômodos

4 minutos para ler

Os alinhadores são uma alternativa aos aparelhos ortodônticos convencionais. Trata-se de um dispositivo removível, que apresenta ótimos resultados e é mais higiênico. Porém, para o sucesso do tratamento odontológico, é preciso atentar para alguns cuidados ao trocar a placa do alinhador.

Neste post, falamos sobre a importância de fazer a troca do alinhador com regularidade e damos 5 dicas para aliviar possíveis incômodos nos períodos de readaptação com a nova placa. Acompanhe!

Importância de trocar a placa do alinhador

A troca dos alinhadores deve ser feita a cada duas semanas. Isso porque, nesse período, os dentes já atingiram a movimentação esperada, e o alinhador antigo já não supre às necessidades do paciente. Ou seja, sem a substituição, não haverá o avanço do tratamento ortodôntico.

Ao trocar a placa do alinhador, inicia-se a nova etapa de movimentação dos dentes. Em um primeiro momento, você pode sentir dor e a dentição mais sensível, como se estivesse amolecida. Tal sensação é normal, já que o dispositivo gera uma ligeira pressão sobre os dentes, da raiz para a mandíbula.

Dicas úteis ao fazer a troca do alinhador

Abaixo, listamos algumas dicas importantes ao trocar a placa do alinhador para amenizar possíveis dores e incômodos. Veja!

1. Faça a troca na época certa

Uma recomendação básica é fazer a troca na época certa, ou seja, a cada duas semanas. Afinal de contas, o tratamento só surtirá o efeito desejado se for seguido à risca. O próprio alinhador traz o número da etapa do tratamento, para facilitar a substituição sem maiores problemas.

2. Troque a placa à noite

Muitos dentistas orientam a troca da placa no período noturno, antes de o paciente ir para a cama. Isso porque o alinhador novo poderá provocar certo desconforto devido à pressão que faz nos dentes. Se você estiver dormindo, não sentirá tal incômodo. Alguns dentistas receitam analgésico para ser ingerido no dia substituição, a fim de aliviar uma possível dor.

3. Certifique-se de que a placa está bem encaixada

Para o sucesso do tratamento ortodôntico, é fundamental cuidar para que o alinhador esteja bem encaixado na arcada. Sendo assim, você pode utilizar o mordedor que vem incluso no kit de ortodontia, cuja função é garantir o encaixe perfeito. Lembre-se, ainda, de usar a placa do alinhador pelo período indicado pelo dentista — de 20 a 22 horas por dia, a depender de cada caso.

4. Evite o consumo de alimentos duros

Nos primeiros dias depois da troca do alinhador, convém evitar alimentos duros demais durante as refeições. Afinal, esse é um período de readaptação, no qual os dentes podem ficar mais sensíveis. Prefira as opções mais fáceis de mastigar.

5. Beba água gelada

A água gelada ajuda a contrair os vasos sanguíneos que envolvem os dentes; logo, contribui com o alívio da dor. Aliás, a água é a única bebida que pode ser ingerida com o uso do alinhador — ela não mancha a placa nem os dentes. Compressas frias do lado externo da boca também diminuem os incômodos provocados nos primeiros dias após a troca.

O uso de qualquer dispositivo ortodôntico leva à movimentação dos dentes, o que acarreta um processo inflamatório na arcada. Por isso, ao trocar a placa do alinhador, sensibilidade e dores podem surgir. Siga as nossas dicas para aliviar o desconforto e, se achar necessário, converse com seu dentista para considerar o uso de alguma medicação.

Gostou das nossas recomendações? Se sim, continue por aqui e entenda, agora, quais são os malefícios causados por dentes desalinhados!

Posts relacionados

Deixe um comentário