Você sabe quais são os tipos de clareamento dental?

4 minutos para ler

A beleza nunca foi tão exaltada como nos tempos atuais. Hoje, as pessoas vêm cuidando mais da estética e a atenção também se volta para os dentes. Ter um sorriso bonito, com dentes alinhados e claros, é a vontade de muitos e isso também traz um sentimento de segurança e bem-estar.

Existem vários tipos de clareamento dental — assim, você pode escolher qual é o melhor para você. Se você está querendo passar por um procedimento como esse, mas ainda está um tanto perdido no assunto, vamos esclarecer isso. Veja abaixo os tipos de clareamento que existem e suas vantagens e desvantagens:

Clareamento caseiro

Pasta de dente

Certamente você já assistiu a várias propagandas nas quais um dos benefícios da pasta de dente era oferecer uma ação clareadora. O problema é que muitas oferecem mais promessas do que resultados de fato. Ela costuma ter um preço mais elevado que os tipos comuns, porém, de todos os tipos de clareamento, é a que possui menor eficácia.

Esse tipo de produto pode fazer efeito em duas situações. Na primeira, a pasta é capaz de remover manchas mais superficiais, que, na maioria das vezes, são causadas por comida. No segundo caso, a pasta de dente clareadora pode ajudar a manter o clareamento que foi realizado em consultório.

Fitas clareadoras

Você pode nunca ter ouvido falar delas porque são relativamente novas no mercado. É possível sim ter bons resultados usando as fitas, porém algumas pessoas enfrentaram certa dificuldade na hora de aplicar o produto. Isso porque as fitas são moles e quando estão nos dentes escorregam para outras partes da boca. Elas possuem peróxido de hidrogênio como princípio ativo.

Para quem tem dentes sensíveis, essa não é a técnica mais indicada. Em alguns casos, houve irritação na gengiva e também sensação de dormência na língua, o que pode acontecer com qualquer pessoa. Portanto, não é o método mais seguro.

Soluções de bochecho

Os efeitos aqui não são tão bons, já que essas soluções não ficam muito tempo na boca e, assim, não deixam o peróxido de hidrogênio agir por tempo suficiente. Por causa disso, raramente esse procedimento consegue gerar bons resultados, principalmente em longo prazo. O efeito clareador, na maioria das vezes, é momentâneo.

Clareamento com moldeira

Aqui, finalmente, temos o melhor custo-benefício. Ela pode ser feita em casa com a compra de uma moldeira pré-fabricada, na qual se coloca o produto clareador e fica encaixada nos dentes por alguns minutos. É possível fazer dessa técnica ainda mais eficaz com a ajuda do dentista.

Ele pode fabricar um moldeira específica para os seus dentes e você só precisa fazer uma sessão no consultório com as outras aplicações feitas em casa sob a orientação do profissional.

Clareamento no consultório

Clareamento a laser

É um procedimento feito dentro do consultório dentário e dura, em média, de 30 minutos a uma hora. O dentista protege as gengivas com uma substância específica e aplica o clareador nos dentes. Esse produto vai irradiar com a ajuda do laser, que ativa os cristais que estão dentro do produto. O tratamento é muito fácil, de curta duração e oferece um resultado rápido.

Como se pode ver, existem vários tipos de clareamento dental e os resultados vão depender da técnica que é utilizada. No geral, o que se nota é que os clareamentos feitos em casa não oferecem resultados duradouros e são superficiais.

Em contrapartida, quando se tem o acompanhamento de um profissional, os resultados podem ser notados em poucos dias usando um procedimento seguro e confiável.

Quer receber mais dicas como essas e sobre vários assuntos? Assine a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário